Relatório mostra que fenômenos naturais extremos aumentam na China

A Administração Meteorológica da China analisou o período entre 1961 e 2018 e observou que o país registrou uma alta nas enxurradas e aumento nas temperaturas extremas

Grandes ondas colidem na costa de Wenling, no leste da China

Os eventos causados por fenômenos naturais extremos na China estão cada vez mais frequentes e vêm se tornando cada vez mais graves, com o nível de risco do clima crescendo, segundo relatório da Administração Meteorológica da China. O documento aponta que entre os anos de 1961 e 2018, o país registrou uma alta nas enxurradas e um aumento nas temperaturas extremas e o monitoramento abrangente e os principais indicadores mostram que as temperaturas globais continuam a subir.

Durante o período analisado, a temperatura subiu mais rápido no norte da China do que no sul do país. O oeste, por sua vez, também teve uma alta nas temperaturas maior do que a registrada no leste da China, sendo que a região que teve o crescimento mais rápido das temperaturas foi a de Qinghai-Tibete. O índice de risco do clima do país tem estado em ascensão de 1961 a 2018, e entre 1991 e 2018, o ritmo de crescimento ultrapassou o do período entre 1961 e 1990.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.