Relatório mostra contribuição chinesa para proteção ecológica global

Segundo o documento, a China apresentou resultados notáveis em florestamento e proteção florestal, sendo um dos maiores contribuintes para o equilíbrio da cobertura florestal global

A China teve um crescimento em sua área florestal e conseguiu reverter a sua degradação da terra, o que contribui para a proteção do ecossistema e do meio ambiente globais, de acordo com o Relatório Anual sobre Monitoramento Remoto do Ecossistema e Meio Ambiente, divulgado pelo Centro Nacional de Sensoriamento Remoto. 

Enquanto a cobertura florestal global permaneceu estável com um ligeiro declínio desde o início dos anos 2000, a China alcançou resultados notáveis em florestamento e proteção florestal, sendo um dos principais contribuintes para manter o equilíbrio da cobertura florestal global, pelo que disse o documento. Gao Zhihai, um dos autores do relatório, disse que a área total de florestas da China aumentou em quase 45 milhões de hectares nos últimos 20 anos.

Entre as regiões áridas e semiáridas globais, a Ásia alcançou o maior progresso na melhoria e restauração da terra de 2000 a 2018, representando mais de 50% do total, e os países que mais contribuíram com isso foram a China e a Índia. Segundo o relatório, isso indica que as orientações e ações de políticas científicas podem efetivamente reverter a degradação da terra.

O documento ainda deu um exemplo da tecnologia de observação da Terra, com um potencial para promover a gestão de emergência em desastres naturais. A China desempenha um papel importante no monitoramento através de sensoriamento remoto, avaliação e resposta de emergência para desastres como o devastador ciclone Idai, em Moçambique, e um terremoto no centro da Indonésia.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.