Relações mais fortes entre China continental e Taiwan são desejos dos dois lados do Estreito, diz oficial

Liu Jieyi, diretor do Departamento do Trabalho de Taiwan do Comitê Central do PCCh, afirmou que a parte continental sempre buscou garantir os interesses dos compatriotas de Taiwan

Relações mais estreitas e fortes entre os dois lados do Estreito de Taiwan são aspirações e desejos comuns do povo, de acordo com Liu Jieyi, diretor do Departamento do Trabalho de Taiwan do Comitê Central do Partido Comunista da China, em um fórum dobre o desenvolvimento de tecnologia entre Pequim e Taiwan. Segundo ele, qualquer tentativa de obstruir e danificar a comunicação entre os dois lados do Estreito, de romper as conexões históricas e culturais entre ambos e de impulsionar a descaracterização da identidade chinesa  e a “independência de Taiwan” irá prejudicar os interesses fundamentais do povo dos dois lados e não terão êxito.

Liu afirmou que a parte continental da China sempre escutou as vozes dos compatriotas e das empresas de Taiwan, assegurando as suas necessidades e proporcionando a eles um ambiente mais amistoso para compartilhar as oportunidades geradas pelo desenvolvimento da parte continental. Sendo também diretor do Departamento dos Assuntos de Taiwan do Conselho de Estado, Liu citou as 31 políticas preferenciais da China continental para Taiwan, que foram emitidas em fevereiro, dizendo que elas foram estabelecidas para promover a comunicação econômica e cultural, além da cooperação entre os dois lados do Estreito.

A província litorânea de Fujian, da parte continental da China, começou a fornecer água a Kinmen, uma ilha de Taiwan, no início do mês de agosto. O primeiro-ministro ainda indicou que a China continental permitirá que cidadãos naturais de Taiwan solicitem permissões de residência no continente a partir do dia 1° de setembro: “Todas essas medidas foram elogiadas e bem-vindas pelos compatriotas de Taiwan”.

Liu ainda prometeu que, como sempre, a parte continental do país vai continuar promovendo o bem-estar e os interesses dos cidadãos de Taiwan. “Os compatriotas dos dois lados do Estreito devem trabalhar em conjunto pelo desenvolvimento pacífico das relações, promover o processo da reunificação pacífica da pátria e realizar o sonho chinês da grande revitalização nacional”, afirmou.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.