Região chinesa corta mais de 2 milhões de ton de produção excessiva de carvão

A província de Qinghai tem reduzido a produção excessiva de carvão, em busca de uma economia mais sustentável

O setor carvoeiro da província de Qinghai, no nordeste da China, reduziu sua produção em um total de 2,1 milhões de ton nos últimos três anos, de acordo com informações das autoridades locais. A região, que tem nascentes para o rio Amarelo, (Yang-tsé) e o rio Lancang (Mekong), tem sido bastante pressionada para cortar a produção excessiva no setor de carvão e buscar uma economia mais sustentável.

Em 2016, a província cortou 90 mil ton de produção excessiva no setor carvoeiro, sendo que em 2017, esse número aumentou para 1,32 milhão de ton, segundo o escritório da indústria que é responsável por cortar essa capacidade excessiva. Em 2018, até agora, dez minas de carvão foram fechadas pelas autoridades locais e 690 mil ton foram reduzidas.

A China pretende cortar, em 2018, 30 milhões de ton de produção de aço que e 150 milhões de ton de carvão considerados excessivos, segundo um relatório de trabalho governamental publicado no início do ano.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.