Referências em saúde da China e dos EUA concordam em agir juntas contra COVID-19

“Os cuidados de saúde são locais, mas a pesquisa de saúde é global”, afirmou professor de Harvard em seminário online

Alguns dos principais especialistas em saúde da China e dos Estados Unidos se reuniram em um seminário online sobre o novo coronavírus no fim da última semana. Os estudiosos concordaram em agir em conjunto e seguir as orientações científicas na luta contra a COVID-19.

“Um dos propósitos para organizar este webinar é promover as relações e o entendimento sino-americanos. Devemos unir nossas forças para agir contra ameaças comuns. Não podemos lutar separadamente”, afirmou Florence Fang, co-fundadora da recém-criada Aliança Global para Combater COVID-19, um órgão sem fins lucrativos.

“Eles trocaram opiniões e chegaram a uma conclusão muito positiva no final. Como dito pelo professor Barry Bloom, de Harvard, os cuidados de saúde são locais, mas a pesquisa de saúde é global”, disse Fang.

Os palestrantes chineses no webinar incluíram Zhong Nanshan, da Academia Chinesa de Engenharia; Qiao Jie, presidente do Terceiro Hospital da Universidade de Pequim; e Zhang Wenhong, chefe da equipe de especialistas clínicos da COVID-19 de Xangai. A eles se juntaram Barry Bloom, de Harvard; Sten Vermund, de Yale; e Brian Bosworth, da Universidade de Nova York.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.