Rede de televisão norte-americana visita o Instituto de Virologia de Wuhan

É a primeira organização de notícias estrangeira a ter acesso ao local desde o início do surto de COVID-19

A rede de televisão norte-americana NBC News publicou nesta semana uma reportagem sobre o Instituto de Virologia de Wuhan. Trata-se da primeira organização de notícias estrangeira a ter acesso ao local desde o início do surto de COVID-19.

O instituto tem recebido acusações sem embasamento de autoridades dos Estados Unidos, incluindo o presidente Donald Trump, que afirma, sem nenhuma prova, que o novo coronavírus foi fabricado ou vazou acidentalmente do laboratório chinês.

A diretora do instituto, Wang Yanyi, nega que o vírus possa ter se originado lá. Em entrevista à NBC News, a imunologista explicou que nenhum dos cientistas que trabalham no local contraiu o vírus, o que torna extremamente improvável que o patógeno possa ter escapado da instalação.

A reportagem também ouviu Yuan Zhiming, vice-diretor do local. O microbiologista reforça que as primeiras amostras do vírus foram recebidas pelo instituto em 30 de dezembro, enviadas por um hospital de Wuhan. “Não encontramos o novo coronavírus antes disso e, sem esse vírus, não há como vazar do laboratório”, afirmou Yuan.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.