Recordista brasileira com oito participações olímpicas persegue sonho em Pequim 2022

Jaqueline Mourão voltou à China 14 anos após as Olimpíadas de Verão de Pequim 2008

Créditos: Xinhua/Hu Huhu

Poucos atletas conseguiram competir tanto nas Olimpíadas de Verão de Pequim 2008 como nas Olimpíadas de Inverno de 2022. A brasileira Jaqueline Mourão, de 46 anos, realizou tal êxito.

Jaqueline é recordista do Brasil com oito participações olímpicas, incluindo cinco de inverno e três de verão. Neste ano, ela ficou em 82º lugar no 10km Clássico Feminino de esqui cross-country em 10 de fevereiro e também participou do sprint livre feminino, ficando em 84º.

Na cerimônia de abertura, realizada em 4 de fevereiro, a atleta foi a porta-bandeira da delegação brasileira junto com seus compatriotas. Também serviu como porta-bandeira da delegação brasileira na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno de Vancouver em 2010 e na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi em 2014.

“Deixei uma marca na história olímpica e criei história para meu país, e isso é ótimo!”, disse. Em Atenas 2004, Jaqueline iniciou sua jornada olímpica com participação em mountain bike pela primeira vez. Quatro anos depois em Pequim, ela participou mais uma vez da mesma competição e conquistou o 19º lugar.

Naquele verão, Jaqueline andou de bicicleta e passeou pelas ruas e hutongs, foi na Grande Muralha e experimentou de perto a cultura oriental. “Eu adoro conversar com os locais, são todos muito simpáticos”, lembrou. “Para mim, é uma memória maravilhosa”.

Recordando sua viagem olímpica à capital chinesa há 14 anos, Jaqueline disse era bem tímida naquela época. “Na última vez eu ficava tão nervosa antes de uma competição e não tinha a coragem de ser entrevistada”, lembrou. “Depois de passar por muitas coisas e me tornar mãe, agora posso me concentrar em mim com mais calma”.

“Como da última vez, a China fez um ótimo trabalho de preparação para os Jogos Olímpicos. A área de competição aqui é muito linda, a organização é ótima e as instalações da Vila Olímpica também são muito boas. Fico muito feliz em participar de novo das Olimpíadas na China”.

“Muitas mulheres em todo o mundo escreveram cartas para mim, elogiando minha coragem. Fico muito feliz em saber que as pessoas se inspiram na minha história”, disse Jaqueline. “Os sonhos não têm nada a ver com a idade. É só a gente ter determinação que os nossos sonhos acontecem”, finalizou.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.