Racismo contra americanos de origem asiática preocupa alunos e pais, diz mídia dos EUA

Segundo artigo, situações de discriminação aumentaram após a pandemia

Incidentes racistas contra americanos de origem asiática ocorriam antes da COVID-19, mas a pandemia aumentou a frequência e o nível de bullying, preocupando estudantes asiáticos-americanos e seus pais, aponta um artigo publicado na segunda-feira pelo The Columbus Dispatch, um jornal diário com sede em Ohio.

Um em cada oito asiáticos-americanos relatou situações de ódio em 2020, de acordo com a AAPI Data, uma coalizão nacional que luta contra o problema. Um em cada 10 relatou incidentes de ódio contra asiáticos no primeiro trimestre de 2021, incluindo agressões físicas, assédio verbal, violações dos direitos civis e assédio online, revela o texto.

Os crimes de ódio contra asiáticos-americanos em geral atingiram um “nível alarmante” nos Estados Unidos, diz o artigo, observando que mais de 1,8 mil situações racistas deste tipo foram relatados de março a maio.

 

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.