Qualidade do ar de Pequim melhora em 2019

Segundo o Departamento da Ecologia e do Meio Ambiente da cidade, as concentrações médias dos quatro principais poluentes do ar tiveram queda no ano passado

Em 2019, as concentrações dos quatro principais poluentes do ar em Pequim, incluindo PM 2,5 e PM 10, registraram uma diminuição considerável, pelo que informou o Departamento Municipal da Ecologia e Meio Ambiente da capital da China.

A concentração média de PM 2,5 foi de 42 µg/m³, o que representa uma queda de 53% em relação ao ano de 2013, quando o Conselho de Estado emitiu um plano de ação nacional para combater a poluição do ar. Foram registrados, no ano passado, quatro dias de forte poluição do ar, mas apesar disso, o fenômeno não foi registrado durante 280 dias consecutivos.

A concentração média de PM 10, de dióxido de nitrogênio e de dióxido de enxofre foi de, respectivamente, 68 µg/m³; 37 µg/m³ e 4 µg/m³, segundo Liu Baoxian, diretor do Centro Municipal de Monitoramento Ambiental de Pequim. Ele ainda acrescentou que a concentração média de PM 2,5 nos distritos de Miyun e Huairou foi de 34 µg/m³ e 35 µg/m³ em 2019.

A proporção de dias com boa qualidade do ar foi de 65,8% em 2019, o que corresponde a 240 dias, disse Liu. Durante todo o ano, Pequim registrou só quatro dias de forte poluição do ar no inverno e outono, e o PM 2,5 continuou sendo um dos principais poluentes, acrescentou ele.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.