Proporção de casos graves da COVID-19 em Wuhan mostra tendência de baixa notável

Outras regiões provinciais da China permanecem com proporções estáveis

 

A proporção dos pacientes da COVID-19 com sintomas graves em relação a todos os casos confirmados na cidade de Wuhan, o epicentro da epidemia, foi de 22% na segunda-feira, bem abaixo do pico de 31,6% em 11 de fevereiro, declarou Mi Feng, porta-voz da Comissão Nacional de Saúde nesta terça-feira.

A taxa de casos graves em Wuhan apresentou uma tendência notável de declínio nos últimos três dias, disse Mi em uma entrevista coletiva em Pequim.

Quanto aos outros lugares da Província de Hubei e outras regiões provinciais da China, as proporções de casos graves permanecem estáveis desde 7 de fevereiro, atingindo 11,8% e 10,5% na segunda-feira, respectivamente.

“Graças a medidas terapêuticas, como a combinação da medicina pré-clínica e prática clínica, bem como o tratamento médico e enfermagem, o tratamento em pacientes com sintomas graves está melhorando e a transferência de casos leves para graves foi efetivamente evitada”, disse o porta-voz.

 

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.