Promoção do patrimônio cultural e nacional impulsiona o turismo na China

Dados do feriado do Festival do Barco-Dragão mostram que integração das indústrias da cultura e do turismo vem trazendo resultados positivos

A proteção do patrimônio cultural e natural da China vem impulsionando o turismo da China e isso pôde ser observado em aldeias e vilarejos antigos que são ricos em recursos culturais e naturais durante o mais recente feriado chinês, o Festival do Barco de Dragão, que aconteceu na última semana. Neste ano, o Dia do Patrimônio Cultural e Natural foi comemorado no dia 8 de junho, segundo dia do feriado, e foram realizadas diversas atividades em toda o país para celebrar a data.

Um exemplo está na celebração que aconteceu no distrito de Liangping, no município de Chongqing, onde os cinco elementos de patrimônio cultural intangível nacional do local foram postos em exibição em pontos turísticos, oferecendo aos visitantes uma visão mais aprofundada sobre a cultura do local.

Ao se explorar novos modelos de negócios, como a combinação da cultura local com representações artísticas, é possível impulsionar de maneira eficaz a integração e a prosperidade das indústrias da cultura e do turismo. Durante o feriado, a China teve 95,98 milhões de viagens de turistas nacionais, o que representa um aumento de 7,7% em relação ao ano passado, segundo o Ministério da Cultura e do Turismo. A receita gerada foi para 39,33 bilhões de yuans (US$ 5,7 bilhões), crescendo 8,6%.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.