Presença da China na América Latina continuará a se aprofundar, diz acadêmico

Enrique Dussel Peters afirmou que vínculo entre as duas partes passa por esferas econômica, comercial e política

A presença da China na América Latina “continuará a se aprofundar” em todas as áreas sob o espírito de confiança mútua e cooperação ganha-ganha, afirmou o acadêmico mexicano Enrique Dussel Peters em uma entrevista à agência Xinhua.

O vínculo entre as partes é “heterogêneo”, pois não se limita apenas à esfera econômica, comercial e política, explicou o coordenador da Rede Acadêmica Latino-Americana e Caribenha sobre a China, que há poucos dias liderou o Quinto Seminário Internacional América Latina e Caribe e China: condições e desafios no século XXI.

Cerca de 150 especialistas de mais de 20 países participaram do evento, reconhecendo que a América Latina e a China devem estabelecer uma colaboração mais estreita para forjar um destino comum de desenvolvimento e trabalhar juntos em mecanismos de cooperação internacional para promover a prosperidade de ambos.

Dussel Peters valorizou a contribuição da China para a infraestrutura da América Latina e Caribe, pelo seu crescente desenvolvimento nos últimos anos e pela geração de empregos diretos e indiretos.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.