Pratos de verão: muito além do macarrão

Confira quais são os pratos que fazem sucesso na China durante os dias mais quentes

O solstício de verão é um dos 24 termos solares que fazem parte do calendário lunar chinês e é tradição na China comer macarrão neste dia. Especialmente delicioso para os chineses no auge do verão, ele é preparado de inúmeras formas, de acordo com as preferências das diferentes regiões norte e sul do país. Pode ser servido com carne desfiada, frutos do mar, refogado com legumes, ovos e carne, com molho de gergelim, com missô, ou mesmo com azeite de pimenta de Sichuan, vinagre, fatias de pepino, alho e feijão branco, ou simples e seco, à moda do sul.

Mas, para além do macarrão, existem muitos outros petiscos que os habitantes de Pequim adoram comer no verão. Destacamos aqui quatro receitas pouco conhecidas dos brasileiros, mas que fazem grande sucesso na China. Bom apetite.

Xarope de ameixa

Esta é uma bebida tradicional de verão em Pequim. Uma das marcas mais famosas e tradicionais dessa bebida é a Xinyuanzhai, fundada em 1740, no quinto ano do reinado do imperador Qianlong da dinastia Qing (1644-1911). Os ingredientes são ameixas pretas, fatias de pilriteiro seco, cascas secas de tangerina, alcaçuz, açúcar mascavo e rainha-cláudia. São colocados numa grande panela e cozidos juntos até se condensarem num líquido. A bebida é especialmente popular no verão porque ajuda a produzir saliva, a saciar a sede e também elimina o calor interno e desintoxica o corpo.

Bolo de trigo sarraceno e geleia de feijão

Com pó de trigo sarraceno, faça uma massa leve, cozinhe no vapor e deixe esfriar na geladeira. Corte a massa e acrescente um pouco de molho gergelim, shoyu, vinagre, mostarda, fatias de pepino e rabanete salgado, ou óleo de chilli. A geleia de feijão é feita com farinha de feijão-mungo, mexida uniformemente com água e depois transformada em massa. Corte em pedaços, em tiras ou em formato de peixe. Essa geleia cristalina e translúcida é servida com os mesmos temperos do bolo de trigo sarraceno.

Tigela de gelo

Típico petisco de Pequim durante a dinastia Qin, já foi muito popular no Mercado Lotus, junto ao lago Shichahai, no centro de Pequim. Os ambulantes costumavam vender tigelas de gelo do Festival do Barco do Dragão, do início de maio até o Festival de Meio Outono, no final de setembro. O processo de fazer uma tigela de gelo é relativamente simples. Os ingredientes – raiz de lótus fatiada, sementes de lótus, amêndoas castanhas d’água e noz-de-górgona – são todos marinados num xarope açucarado e depois acrescentados sobre uma folha de lótus estendida numa grande tigela azul e branca de porcelana, ou simplesmente numa tigela de vidro. Colocam-se cubos de gelo por cima para atenuar o calor do verão.

Geleia de amêndoas

Com sua cor jade branco e gosto doce e suave, esta é uma das sobremesas mais famosas de Pequim. Costumava ser servida na corte imperial e era um dos quatro pratos doces do Banquete Imperial Manchu Han. A preparação é simples. Os ingredientes são 200 g de leite, 4 g de ágar e um pouco de açúcar mascavo. Ferva o ágar numa panela até que derreta, acrescente o suco de amêndoas e o leite, mexa devagar, despeje num recipiente e leve à geladeira. Ferva o açúcar mascavo com água para fazer um xarope e deixe resfriar na geladeira também. Quando o prato for servido, corte a geleia em cubos e acrescente o xarope gelado. Sirva com melão ou manga em cubos.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.