Polícia chinesa avalia usar imagens enviadas pelo povo como provas de infrações de trânsito

O Ministério da Segurança da China pública do país publicou um projeto de revisão do regulamento de trânsito e pede a opinião pública sobre as possíveis mudanças

A polícia de trânsito pode começar a usar fotos e vídeos de infrações enviados pelo público, depois de autentificados, como prova para ajudar na aplicação de suas punições, segundo um projeto de revisão do regulamento sobre infrações de trânsito que foi publicado pelo Ministério da Segurança Pública com o objetivo de solicitar a opinião pública até o dia 27 de novembro.

Para facilitar o tratamento oportuno e conveniente pelos indivíduos para esse tipo de infração, as violações podem ser tratadas nas agências de gestão de trânsito próximas, enquanto as decisões de punição devem ser feitas pelas autoridades locais de trânsito onde as violações ocorreram, de acordo com o projeto. Ele ainda prevê que as agências de gestão de trânsito terão que informar os infratores sobre suas transgressões por meio de aplicativos, texto ou correio.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.