Pesquisadores da OMS visitam mercado de Wuhan

O local que vendia animais silvestres é apontado como primeiro foco da pandemia

A equipe de especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS), que está estudando a origem do novo coronavírus na China, visitou o mercado Huanan, em Wuhan, neste domingo. O local é apontado como o primeiro foco da pandemia.

O mercado onde eram vendidos animais silvestres vivos está fechado desde janeiro de 2020, após autoridades chinesas indicarem os bichos como possível fonte da epidemia.

Peter Daszak, um dos cientistas presentes na missão da OMS, escreveu em uma rede social que a visita é “muito informativa e crítica para nossas equipes conjuntas entenderem a epidemiologia da Covid, que começou a se espalhar no final de 2019.”

E acrescentou: “Ao caminhar pelo mercado de Huanan, você sente a importância histórica deste lugar e uma simpatia pelos vendedores e pela comunidade que perderam seu sustento devido à Covid.”

Mais cedo no mesmo dia, a equipe também foi até o mercado atacadista Baishazhou e, no sábado, foi a vez de visitar o hospital Jinyintan, que tratou os primeiros pacientes com o “vírus misterioso” na época.

Após duas semanas de quarentena, o grupo de especialistas iniciou o trabalho de campo na última semana.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.