Pesquisadores chineses descobrem proteína de mosquito relacionada a transmissão de vírus

A proteína AaVA-1, encontrada na saliva de mosquitos, está diretamente relacionada com a transmissão de vírus como o da dengue e da Zika

Uma proteína da saliva de mosquito foi identificada por cientistas chineses como um fator-chave que facilita a transmissão de vírus, o que permite que os pesquisadores foquem num novo alvo na busca pela prevenção e controle de doenças transmitidas por mosquitos. Estudos anteriores já haviam mostrado que a saliva dos mosquitos podia facilitar a transmissão de vírus, mas essa foi a primeira vez que as proteínas salivares foram identificadas como relevantes para isso

Os pesquisadores da Universidade de Tsinghua, do Centro para Controle e Prevenção de Doenças de Shenzhen e de outras instituições conduziram uma série de rasteiros em 32 proteínas salivares de mosquitos, descobrindo que a proteína AaVA-1 promove a infecção da dengue e da Zika, sendo que os mosquitos que apresentam deficiência da AaVA-1 reduzem a transmissão da Zika. O estudo ainda mostrou que a proteína promove a transmissão ativando a autofagia das células imunes hospedeiras. 

Cheng Gong, chefe da equipe de pesquisa, disse que o estudo oferece percepções do mecanismo da transmissão viral apoiada pela saliva. “O desenvolvimento de uma vacina com alvo na proteína AaVA-1 pode ajudar a reduzir a transmissão do Zika vírus”, disse ele. O estudo foi publicado na revista acadêmica Nature Communications.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.