Pesquisadores chineses criam forma para regenerar retina

As células IPs podem vir a ser usadas em terapias para algumas doenças que causam cegueira

Pesquisadores chineses desenvolveram uma nova forma para regenerar retina usando um tipo de célula-tronco: as células iPS. Essa nova descoberta pode ser usada para desenvolver novas terapias para algumas doenças que causam cegueira, como é o caso da degeneração da retina.

As células iPS são um tipo de célula-tronco pluripotente artificialmente derivada de uma célula não pluripotente e podem ser induzidas para ter as mesmas informações genéticas das células embrionárias iniciais. Cientistas da Universidade Centro-Sul da China fizeram células iPS a partir de células somáticas na urina ou no sangue dos pacientes e as induziram a se diferenciarem em células RPE, uma camada na parte posterior do olho.

De acordo com a pesquisa publicada na revista acadêmica Acta Biomaterialia, as células RPE podem formar uma camada ultrafina de estrutura semelhante à retina. Em futuros estudos, os pesquisadores planejam transplantar a estrutura atrás da retina do paciente para ver se podem estabelecer a sua visão. Como as células iPS são derivadas das células do paciente, evita-se a rejeição do transplante.

A degeneração da retina, que pode resultar em cegueira permanente, é uma das doenças de olho mais comuns entre as pessoas acima de 50 anos.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.