Pesquisa indica insatisfação dos norte-americanos com administração de pandemia

Tentativa do governo dos EUA de chamar COVID-19 de “vírus chinês” não conseguiu tirar a culpa de si mesmo, mostra estudo

Uma pesquisa realizada em junho nos Estados Unidos mostrou que o uso do termo “vírus chinês”, utilizado por membros do governo local, foi mal recebido por cidadãos norte-americanos.

Uma matéria publicada no jornal Washington Post explicou a dinâmica da pesquisa. Os entrevistados eram convidados a ler uma breve descrição da pandemia. Alguns leram uma versão na qual o coronavírus é denominado “COVID-19”, enquanto para outros é chamado de “vírus chinês”.

“Surpreendentemente, o uso do termo ‘vírus chinês’ levou mais entrevistados a culpar Trump pela pandemia”, disse a reportagem. A pesquisa também mostrou que até os conservadores responderam ao termo “vírus chinês” culpando a administração dos EUA com mais frequência.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.