Pequim testa 2,3 milhões de pessoas para COVID-19 em uma semana

Cidade se esforça para conter casos de coronavírus transmitidos internamente

As autoridades de Pequim anunciaram que cerca de 2,3 milhões de residentes fizeram o teste de ácido nucleico na última semana. Após a confirmação de casos recém-surgidos de COVID-19 em junho, a cidade se esforça para conter a transmissão interna do vírus.

A capital chinesa conta com 2.083 locais de amostragem e 7.472 funcionários médicos fazendo turnos para realizar testes.

Desde 13 de junho, trabalhadores do mercado atacadista de Xinfadi, moradores de condomínios próximos e pessoas que visitaram o mercado foram organizados para fazer o teste de ácido nucleico.

Pequim também priorizou os testes para funcionários de restaurantes, mercearias, mercados atacadistas e entrega de correios e alimentos, segundo a prefeitura.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.