Pequim suspende atividades de maior mercado atacadista após casos de COVID-19

Local será desinfetado e funcionários farão testes de ácido nucleico

O maior mercado atacadista de Pequim suspendeu suas atividades no sábado, após confirmações de coronavírus no ambiente. O local será desinfetado e todos os funcionários serão submetidos a testes de ácido nucleico.

Abrangendo uma área total de 112 hectares, o mercado de Xinfadi conta com cerca de 1.500 empregados administrativos e mais de 4 mil lojistas. Para garantir a oferta do mercado, foram criadas seções especiais para vendas de hortaliças e frutas com gestão isolada.

No domingo, a capital da China relatou 36 novos casos de COVID-19 localmente transmitidos e seis novos assintomáticos, segundo a Comissão Municipal de Saúde.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.