Pequim relata recorde de qualidade do ar

Cidade analisa concentração de partículas finas de poluição desde 2013

A cidade de Pequim registrou em maio a menor leitura mensal das partículas finas de poluição desde o início dos registros em 2013.

Graças às condições meteorológicas favoráveis, a concentração média de partículas PM2,5 ficou em 20 microgramas por metro cúbico no mês passado, o melhor nível em 28 cidades na área de Pequim-Tianjin-Hebei, bem como em suas regiões vizinhas, informou o departamento municipal de ecologia e meio ambiente na última semana.

No mesmo período, Pequim também relatou níveis baixos recordes de outros poluentes importantes, como dióxido de enxofre, PM10 e dióxido de nitrogênio.

O PM2,5, que se refere a partículas atmosféricas menores que 2,5 micrômetros de diâmetro, representa sérios riscos à saúde. A cidade tomou uma série de medidas para melhorar ainda mais a qualidade do ar, incluindo a promoção de veículos de nova energia, controle de poeira em canteiros de obras e reduções de emissões de poluentes.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.