Peng Liyuan participa de sessão da Unesco dobre educação de meninas e mulheres

A primeira-dama da China falou sobre os trabalhos que o país vem realizando nesse sentido nos últimos anos, dando destaque para o Spring Bud Project

Peng Liyuan, esposa do presidente da China Xi Jinping, participou nesta semana de uma sessão especial sobre a educação de meninas e mulheres na sede da Unesco como uma enviada especial da própria organização. Na sessão, alguns ganhadores do Prêmio da Unesco para a Educação de Meninas e Mulheres fizeram breves comentários sobre seu entendimento e a promoção do projeto.

A primeira-dama chinesa apreciou os esforços feitos pela Unesco e pelos vencedores e compartilhou as práticas que vêm obtendo sucesso na China nesse sentido. Em uma análise do trabalho que vem fazendo nessa área nos últimos anos, Peng se referiu especialmente ao Spring Bud Project, um programa lançado pelo Fundo de Crianças e Adolescentes da China para ajudar as meninas que abandonaram os estudos a voltarem para a escola e para melhorar as condições de ensino nas áreas empobrecidas.

Ela enfatizou que promover a educação de meninas e mulheres é uma causa nobre que merece atenção, apoio e a dedicação de mais pessoas. “O conhecimento e as habilidades são duas grandes forças que podem mudar a vida das mulheres, e com uma educação igualitária e de qualidade, todas terão a oportunidade de se destacar”, acrescentou.

Segundo Peng, a China continuará apoiando a Unesco na organização do prêmio e a ajudar a capacitar mais crianças e mulheres a abraçar um futuro mais brilhante com oportunidades e plataformas para a cooperação educacional internacional criada pelo desenvolvimento conjunto do Cinturão e Rota.

Audrey Azoulay, diretora-geral da Unesco, disse que cerca de 130 milhões de meninas estão fora das escolas em todo o mundo, e que as mulheres representam dois terços dos 750 milhões de analfabetos do mundo. “A promoção da educação de meninas e mulheres é uma parte importante da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e um dos focos de atenção da Unesco”, acrescentou.

Em uma reunião especial feita com Azoulay antes da sessão especial, Peng disse que a China apoia firmemente o trabalho da Unesco e da diretora-geral e que espera que os dois lados continuem a aprofundar a cooperação para promover, em conjunto, a paz e a prosperidade mundial, assim como o progresso da civilização humana. Azoulay, por sua vez, disse que a China fez grandes conquistas nos últimos 70 anos, incluindo avanços no desenvolvimento da educação e dos assuntos das mulheres.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.