Patinador artístico da China supera dúvidas em Pequim 2022

Jin Boyang teve apenas uma semana de folga nos últimos dois anos

Créditos: Xinhua/Lan Hongguang

Quando Jin Boyang ergueu o punho direito após seu programa de patinação livre “Invocação”, a torcida chinesa no Estádio Capital Indoor aplaudiu calorosamente. O medalhista mundial de bronze por duas vezes, no entanto, foi visto cobrindo seus olhos marejados com as mãos.

“Eu me superei, já que costumava duvidar de minha capacidade nos últimos quatro anos. Todos os meus esforços valeram a pena”, disse o atleta de 24 anos, que ficou em quarto lugar em PyeongChang 2018. Apesar de sua melhor pontuação na temporada, de 179,45 pontos na patinação livre, Jin terminou apenas em nono lugar, com 270,43 pontos.

“Foi uma experiência incrível dar cada salto no Estádio Capital Indoor”, afirmou Jin. “Pude sentir o entusiasmo do público em casa”. “Graças ao forte apoio de meus treinadores, de minha família e das boas condições de treinamento, mantive meu empenho e construí minha determinação participando de competições e treinamentos altamente intensivos em meio à pandemia global”, acrescentou.

Foi uma jornada dura até Pequim 2022 para Jin, pois ele teve apenas uma semana de folga nos últimos dois anos. Em outubro do ano passado, Jin se recuperou de uma cirurgia de apendicite e ganhou o bronze no Troféu Asiático de Patinação Artística Aberta 2021, antes de terminar em sétimo lugar no Grande Prêmio da Itália em novembro, apesar de ter vencido o programa curto.

“O programa de patinação livre foi um desafio à sua resistência”, disse o lendário treinador chinês Yao Bin, que orientou Shen Xue e Zhao Hongbo ao primeiro ouro olímpico da China em patinação artística há 12 anos. “O desempenho de Jin em Pequim alcançou um nível superior, e todos os treinadores estão satisfeitos com ele”, acrescentou Yao.

Após terminar sua apresentação, Jin abraçou seus treinadores Xu Zhaoxiao e Fu Caishu. “Cada momento aqui será lembrado por muito tempo”, disse Jin. “Estou esperando minha terceira Olimpíada. Continuarei lutando pelo meu sonho com paixão.”

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.