Paraquedas guiam destroços de foguetes da China com segurança para terra

Atualmente, os residentes nas áreas de aterrissagem são evacuados antes de cada lançamento, o que atrapalha suas vidas e aumenta custos e dificuldades das missões

A China está testando paraquedas de alta tecnologia para controlar a queda de destroços de foguetes e tornar os lançamentos espaciais mais seguros. O país realiza mais de 30 lançamentos por ano, e o risco da queda de destroços de foguetes desperta grande preocupação. Atualmente, os residentes nas áreas de aterrissagem são evacuados antes de cada lançamento, o que atrapalha suas vidas e aumenta os custos e as dificuldades das missões.

Os engenheiros passaram mais de 10 anos desenvolvendo as tecnologias. “Uma das dificuldades encontradas é de como abrir os paraquedas, pois cada propulsor, pesando cerca de 4 toneladas, viaja mais de 2 quilômetros por segundo quando se separa do foguete e seu comportamento não é controlável”, explicou Zhang Puzhuo, projetista do sistema de paraquedas.

Em um lançamento realizado em março, o propulsor de um foguete que transportava um satélite foi equipado com paraquedas e dispositivos de controle. Depois que o propulsor se separou do foguete, os paraquedas foram abertos para controlar seu comportamento e direção, e os dados da trajetória de queda e do local de pouso foram enviados para o controle em solo. Levou apenas 25 minutos para a equipe encontrar os destroços, enquanto no passado era preciso várias horas ou até semanas, segundo a Academia Chinesa de Tecnologia de Veículos de Lançamento.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.