Panda gigante regressa a centro após dar à luz em estado selvagem

Qiao Qiao acasalou com um panda selvagem e deu à luz um par de gêmeos e deverá participar novamente do projeto de reintrodução no ano que vem

Uma panda gigante criada em cativeiro foi levada de volta ao Centro de Conservação e Pesquisa para o Panda Gigante da China na última semana, após dar à luz um par de gêmeos em estado selvagem. Tanto Qiao Qiao quanto um de seus filhotes estão em boas condições, de acordo com os cuidadores que trabalham no centro, localizado na Reserva Natural Nacional Wolong, em Sichuan.  O outro filhote foi transferido antes, uma vez que as mães panda geralmente se recusam a cuidar dos dois gêmeos.

A equipe do centro primeiramente atraiu Qiao Qiao para uma gaiola com brotos de bambu e outros alimentos e depois, usando casacos impregnados com o cheiro da mãe, pegou os filhotes, num processo que levou cerca de cinco horas.

Wu Daifu, diretor da base de Hetaoping do centro, disse que a mudança para o centro foi feita para proteger a mãe e os filhotes do inverno rigoroso e que após os quatro meses de idade, os filhotes já poderão andar livremente. Ele ainda destacou que como Qiao Qiao é jovem, saudável e experiente na criação de filhotes, ela continuará participando do projeto de reintrodução à vida selvagem no próximo ano.

A China iniciou um programa de reintrodução de pandas em cativeiro em 2017 com o objetivo de aumentar a diversidade genética das espécies. Qiao Qiao, de 10 anos, foi reintroduzida na natureza em março e deu à luz em setembro ao par de gêmeos, depois de ter tido um acasalamento bem-sucedido com um panda selvagem em abril.

Até o final de novembro de 2018, haviam 548 pandas em cativeiro em todo o mundo, além de cerca de 2 mil pandas vivendo em estado selvagem, principalmente nas províncias chinesas de Sichuan e Shaanxi.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.