Origens do coronavírus em laboratório são improváveis, diz biólogo alemão

Pesquisador fez parte de uma missão da OMS em março para estudar o vírus

As origens do coronavírus em um laboratório são improváveis, disse o biólogo e veterinário alemão Fabian Leendertz ao jornal alemão Welt.”Existem simplesmente muito mais ocasiões em que as pessoas entram em contato com animais do que no laboratório”, disse Leendertz, citando “cavernas no Camboja de onde as pessoas recolhem excrementos de morcego para usar como fertilizante, sem qualquer equipamento ou máscara de proteção”.

Os laboratórios do Instituto de Virologia de Wuhan são caracterizados por “altos padrões de segurança para evitar infectar funcionários”, disse Leendertz, especialista em patógenos que podem ser transmitidos de animais para humanos e que fez parte de uma missão da Organização Mundial da Saúde (OMS) em meados do março para examinar as origens da Covid-19.

O coronavírus se espalharia “despercebida e rapidamente”, explicou Leendertz, acrescentando que é “muito provável que Wuhan seja apenas o lugar onde foi detectado pela primeira vez, já que existem bons hospitais e diagnósticos lá, mas não o lugar onde o paciente zero vive ou já viveu.”

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.