OMS afirma que estudos da China sobre fonte animal da COVID-19 são cruciais para o mundo

“Pesquisas ajudarão a prevenir surtos semelhantes no futuro”, afirma porta-voz


O representante da Organização Mundial da Saúde (OMS), Dr. Gauden Galea, afirmou nesta semana que os estudos chineses sobre a fonte animal do novo coronavírus serão cruciais para ajudar a prevenir surtos semelhantes no futuro.

“A China tem a capacidade clínica, epidemiológica e laboratorial para realizar tais estudos”, disse o Dr. Galea.

Segundo o porta-voz, a OMS não está envolvida nas pesquisas chinesas, mas está disposta a participar do estudo da origem do vírus da COVID-19 com outros parceiros internacionais a convite do governo chinês.

“Todas as evidências disponíveis atualmente sugerem que o vírus é uma ocorrência natural em vez de ser manipulado ou constituído por um humano”, explicou o Dr. Galea, acrescentando que muitos pesquisadores foram capazes de olhar para as características genômicas do vírus e descobriram que as evidências não sustentam que se trate de uma construção de laboratório.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.