O envolvimento do povo é valorizado

Walter Sorrentino, Secretário das Relações Internacionais do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), fala sobre a participação do povo chinês na política

Pela repórter Zhang Hui

“Um modelo efetivo para a participação do povo”

Walter Sorrentino, Secretário das Relações Internacionais do Partido Comunista do Brasil

A China tem um sistema político único, diferente da maioria dos países do mundo. Claramente, ele é fortemente associado à história e cultura do país. Eu penso que o PCCh criou um modelo de governança muito bom como partido no governo. Eu visitei a China muitas vezes e estou bem familiarizado com as “duas sessões” anuais. Eu penso que o sistema para que o povo chinês participe da administração e da discussão de assuntos do Estado é bastante efetivo, mostrando por completo a progressividade do sistema.

Eu também visitei vários lugares na China e aprendi como o congresso do povo e a Conferência Consultiva Política do Povo Chinês funcionam localmente. O povo tem estado amplamente envolvido no processo, o que é muito eficiente e democrático, muito além nas nossas expectativas. Eu penso que os direitos políticos aproveitaram muito mais o povo chinês do que aqueles em muitos outros países. Nós deveríamos aprender com a China.

O conceito de construir uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade está trazendo uma esperança renovada à comunidade internacional. Para a esquerda e os partidos comunistas em particular, ele pode agir como um guia. O mundo está enfrentando uma crise sombria e demanda novos conceitos para orientação. Eu acredito que o Pensamento de Xi Jinping sobre o Socialismo com Características Chinesas na Nova Era tem potencial de se tornar uma referência para o desenvolvimento do nosso partido.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.