China em números

Edição 25, Ano 5

950 milhões

de chineses eram usuários da rede 4G no final de setembro, segundo dados do Ministério da Indústria e Tecnologia Informática. Cada assinante consumiu em setembro em média 2 gigabytes de dados, 140% mais em relação ao mesmo período do ano passado.

66

empresas chinesas foram incluídas entre as 500 marcas mais valiosas do mundo, 11 a mais em relação a 2017, segundo informe emitido pela Brand Finance, consultoria líder mundial de estrategia e avaliação empresarial. Segundo o Informe Global 500, 22 das 66 marcas chinesas estão entre as 100 principais. O número de solicitações de registro de marcas na China cresceu 83% em relação ao ano anterior, alcançando 1,5 milhão no primeiro trimestre de 2018, uma marca histórica.

17,58 milhões

de bebês nasceram na China em 2017, segundo a Comissão Nacional de Saúde Pública. Destes, 51% não eram o primeiro filho das famílias. Desde 2016, a China permite que os casais tenham dois filhos, para fazer frente ao rápido envelhecimento da população, decisão que pôs fim à política de filho único. A mortalidade materna baixou no ano passado a 19,6 por 100 mil nascimentos, enquanto a mortalidade de recém-nascidos reduziu-se para 6,8 por mil.

9,42 milhões

de pessoas com deficiência em idade de trabalhar estavam empregadas na China no final de 2017, informou Zhang Xinlong, diretor do departamento de educação e emprego da Federação de Pessoas Com Deficiência da China. "Há cerca de 3 mil instituições de serviços para pessoas com deficiência na China, que proporcionam a elas assessoria sobre políticas de emprego e oferecem serviços de registro e introdução para o emprego", explicou.

8,47%

da população chinesa é alfabetizada cientificamente, segundo pesquisa da Associação Chinesa para Ciência e Tecnologia. Este percentual era de apenas 1% em 2005 e o objetivo é atingir os 10% em 2020.

10 + 10 milhões

de pessoas das zonas rurais do país foram tiradas da pobreza em 2018, informou o presidente Xi Jinping durante seu discurso de Ano Novo, em 31 de dezembro passado. Mais 125 novos distritos conseguiram sair da lista nacional de distritos pobres ao longo de 2018, depois de serem aprovados nos requisitos de verificação de mitigação da pobreza. Por sua vez, o Conselho de Estado, em reunião executiva presidida pelo primeiro-ministro Li Keqiang no dia 11 de fevereiro ultimo, aprovou o objetivo de retirar da pobreza outros 10 milhões de pessoas em 2019, com o objetivo de construir uma base sólida para vencer a batalha contra a pobreza até 2020. Continuam em vigor as ações programadas em 2018 para um período de três anos.

300

lançamentos realizados foi a marca atingida pelos foguetes transportadores Longa Marcha ao colocar em órbita um novo satélite de comunicação . “Trata-se de um marco para o desenvolvimento da indústria espacial chinesa”, declarou o presidente executivo da Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespaciais da China, Wu Yansheng.

US$ 690 milhões

foi a bilheteria arrecadada em 90 dias pelo filme The Wandering Earth, adaptação da obra literária de Liu Cixin, que narra a luta humana para transferir a Terra para um novo lar, apenas na parte continental da China, desde o seu lançamento em 5 de fevereiro último. O filme tornou-se a segunda maior bilheteria da história no país, superada apenas por Wolf Warrior 2, produção chinesa de ação que arrecadou uma bilheteria de 5,6 bilhões de yuans.

7.200 yuans

foi o salário médio mensal dos jovens em Xangai em 2018 (cerca de US$ 1.062), informaram as autoridades de recursos humanos locais. O informe mostra que o salário mensal médio dos jovens com idades entre 16 e 35 anos em Xangai aumentou 743 yuans em relação ao ano anterior, um incremento de 11,3%. A metrópole chinesa tem 4,94 milhões de pessoas nessa faixa etária.

140 bilhões

de yuans (cerca de US$ 20,4 bilhões) foram destinados este ano pela China para manter o ritmo do alívio à pobreza, destacou o Ministério da Fazenda, em maio passado. Deste total, o Governo Central aportou mais de 86 bilhões de yuans, 30,3% mais em relação ao ano passado, enquanto 28 governos provinciais destinaram cerca de 54 bilhões de yuans. No final do ano passado, a China ainda tinha mais de 43 milhões de residentes rurais em condições de pobreza.

4,1 bilhões

de toneladas de dióxido de carbono deixaram de ser despejadas no ar na década passada, ao mesmo tempo que a China manteve crescimento econômico saudável.

US$ 666 bilhões

é o mentante das importações chinesas originadas de países da Iniciativa Cinturão e Rota. Pela primeira vez desde que a Iniciativa foi proposta há cinco anos, as importações chinesas dos países envolvidos nesse projeto aumentaram de maneira mais rápida que as exportações. O valor das importações em 2017 subiu para US$ 666 bilhões, um aumento de 20% em relação ao ano anterior, correspondendo a um aumento de 20% em relação ao ano anterior, correspondendo a 39% do valor total das importações chinesas, segundo informe compilado pelo Contro Estatal de Informação, um grupo de especialistas do Conselho do Estado.

139 x 131 milhões

é o número de turistas que entraram e saíram da China, respectivamente, em 2017, indicando aumentos de 0,8% e 6,9%. A Academia de Turismo da China (ATCh) destacou num relatório que os turistas que saíram do país gastaram US$ 115,3 bilhões durante suas viagens, um aumento de 5% em relação ao ano anterior. Ao mesmo tempo, vieram em à China 29,1 milhões de estrangeiros, um aumento de 3,6% e geraram uma renda de US$ 69,5 bilhões.    

1,27 milhão

de julgamentos foram transmitidos ao vivo dos tribunais chineses até o momento, com mais de 8,7 bilhões de visualizações, de acordo com um relatório divulgado em um simpósio realizado em agosto na cidade de Taizhou. O relatório, compilado pela Academia Chinesa de Ciências Sociais, é o primeiro do tipo desde que, em setembro de 2016, o Supremo Tribunal Popular lançou oficialmente o website para transmitir ao vivo os julgamentos.  

109 milhões

de entidades de livre-mercado funcionam atualmente na China. Há 40 anos, no início do processo de reforma e abertura, este número era de apenas 490 mil.

30,54 milhões

de turistas estrangeiros visitaram a China em 2018, o que representa um aumento de 4,7% em relação a 2017, segundo o Ministério de Cultura e Turismo. Um comunicado publicado no site do ministério detalhou que um total de 23,64 milhões de pessoas passaram pelo menos uma noite na China, um aumento de 5,2% em relação ao ano anterior. Coreia do Sul, Japão, Estados Unidos, Malásia e Cingapura lideraram os principais mercados de origem de turistas que visitaram a China em 2018.

43,9 milhões

de estudantes universitários da China receberam apoio financeiro durante 2018, segundo informou o Jornal da Educação da China. O governo forneceu de 53 milhões de yuans (US$ 7,9 bilhões aproximadamente), o que equivale a 46,1% do montante total concedido. O valor restante foi composto principalmente por empréstimos estudantis concedidos por bancos e instituições de ensino superior, enquanto as doações de indivíduos, organizações sociais e empresas representaram 1,4%.

4,27 trilhões

de yuans (US$ 636 bilhões aproximadamente) foi o faturamento da indústria agroalimentar chinesa em 2018, segundo a Associação Culinária da China. O setor contribuiu igualmente para aumentar em 20,9% o crescimento do consumo em 2018, indicou Jiang Junxian, presidente da associação.

324 milhões

é o tamanho da frota de veículos a motor da China até junho de 2019, anunciou o Ministério da Segurança Pública. Desses, 250 milhões eram automóveis, entre eles 198 milhões de carros particulares, dos quais 12,42 milhões foram registrados nos últimos seis meses, o que corresponde a uma diminuição de 1,39 milhão em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados publicados pelo órgão de gestão do trânsito do ministério.

204 mil

pessoas com formação superior criaram a própria empresa, segundo informe publicado pela empresa de pesquisas em educação MyCOS Institute, apenas em 2015, número que representa 3% do total de formados no país. Em 2009, apenas 1,2% dos formados haviam optado pelo empreendedorismo. Apesar da contínua desaceleração econômica, o mercado de emprego na China para os estudantes universitários manteve-se estável, já que 91,7% dos formados no ensino superior encontraram trabalho dentro de um período de seis meses após sua graduação em 2015, indica o relatório.

US$ 835 milhões

foram investidos em publicidade por empresas chinesas durante a Copa do Mundo de Futebol na Rússia 2018, segundo informou o Grupo Zenith, empresa especializada em pesquisa de mercado e análise de dados. Esta cifra representa 35% do total de acordos de patrocínio firmados este ano pelos organizadores da Copa. O Grupo Zenith afirmou que foi uma grande oportunidade para as marcas chinesas, apesar da não classificação da seleção nacional.

4.040

empresas de inteligência artificial estão em atividade na China. O país experimentou crescimento explosivo a partir de 2015, informou o Diário de Ciência e Tecnologia. Pequim abriga 1.070 delas, que correspondem a 26% do total nacional, segundo relatório, divulgado pela Comissão Municipal de Economia e Tecnologia Informática de Pequim.

36.618

funcionários, incluindo os de nível ministerial, foram sancionados por violar as normas de frugalidade do Partido no primeiro semestre de 2018, segundo o órgão máximo anticorrupção do Partido Comunista da China (PCCh). Os funcionários estavam envolvidos em 25.677 casos, disse a Comissão Central de Controle Disciplinar (CCCD) do PCCh em um comunicado emitido no dia 30 de julho. Outorgar um subsídio ou bônus não autorizado foi a falta mais comum, seguida por entrega ou recepção de presentes.

7,5 milhões

é o número de leitos destinados ao cuidado de idosos na China, número 79% maior que em 2012. No total, 155 mil provedores de serviços de cuidados com idosos oferecem 31 leitos por mil habitantes idosos no país, um número 44% maior que em 2012.

US$ 8,9 bilhões

foi a receita da bilheteria de cinema na China em 2018, um aumento de 8% em relação ao ano anterior, informou a Administração Estatal de Cinema. Os filmes nacionais contribuíram com 62,15% da receita. O número de salas de cinema chegou a 60.079 em todo o país, 9.303 a mais que em 2017.

829 milhões

é o número de internautas na China ao final de 2018, um aumento de 7,3% em relação ao ano anterior, segundo informe divulgado pelo Centro de Informação da Rede de Internet da China. A taxa de disponibilidade de internet do país aumentou 3,8% em relação ao ano anterior e chegou a 59,6%. Mais de um quarto dos usuários da internet são estudantes, seguidos pelos trabalhadores autônomos.

US$ 92,5 bilhões

foi o valor total de produtos culturais chineses exportados para o exterior em 2018, um aumento de 4,9% em relação ao ano anterior, anunciou o Ministério do Comércio. As importações também aumentaram 10,3%.

3,9%

foi a taxa de crescimento do comércio exterior da China no primeiro trimestre deste ano, um incremento estável em relação ao ano anterior, informou em julho a Administração Geral das Alfândegas. O volume de comércio exterior totalizou nesse período 14,67 bilhões de yuans (US$ 2,14 bilhões). As exportações tiveram incremento de 6,1%, e as importações cresceram 1,4%. O superávit comercial teve expansão anual de 41,6%, alcançando 1,23 bilhão de yuans.  

530 MW

A Xinjiang Goldwind finalizou acordo de aquisição da  Stockyard Hill Wind Farm em Victoria, Austrália, da Origin Energy. O projeto de 530 MW é o maior acordo de compra de energia eólica já realizado na Austrália.

8,2 bilhões

de consultas e tratamentos foram oferecidos pelos centros de saúde da China em 2017, um aumento de 3,2% em relação ao ano anterior, segundo dados da Comissão Nacional de Saúde Pública da China. O país melhorou os serviços de diagnóstico e tratamento, com uma diminuição constante da mortalidade de pacientes hospitalizados por 16 doenças crônicas como as enfermidades pulmonares obstrutivas e os AVCs, informou Guo Yanhong, funcionária da comissão.

200 mil

pessoas deixaram de fumar em Pequim, nos últimos três anos, após a cidade adotar normas mais estritas para o controle do fumo, segundo informou em junho passado a comissão municipal de melhora da saúde. A taxa de fumantes adultos de Pequim é de 22,3%, isto é, 3,99 milhões, 200 mil a menos que a cifra de 2015.

520 milhões

de estudantes receberam assistência financeira na China desde 2012, informou Zhao Jianjun, subdiretor do departamento de finanças do Ministério da Educação. Neste período, foram destinados 886 bilhões de yuans (US$ 130 bilhões) e publicadas seis novas políticas de assistência financeira aos estudantes. As novas políticas focam principalmente nos alunos de graduação, e as melhoras incluem limites de empréstimos mais altos e prazos mais longos para pagar.  

US$ 257 bilhões

foi o total gasto em pesquisa e desenvolvimento pela China em 2018, segundo o Escritório Estatal de Estatísticas. Entre 1992 e 2017 os investimentos em pesquisa e desenvolvimento cresceram à média anual de 20,3% e hoje representam 123 vezes o valor investido em 1991.

6,6 mil

navios foram escoltados pelas frotas navais da China na última década, 51,5%dos quais (cerca de 3.400) foram navios estrangeiros, segundo comunicado publicado pelo Ministério da Defesa Nacional. Wu Qian, porta-voz da pasta, lembrou que a China enviou a primeira frota naval ao Golfo de Aden e águas próximas à Somália para missões de escolta em 26 de dezembro de 2008.

93,7%

da população menor de idade na China são internautas. Em números absolutos são 169 milhões de netizens, como são chamados. Na escola primária 89,5% acessam a internet, enquanto no secundário este número atinge 99,4%.

280,3 bilhões

de m³ de gás natural foram consumidos pela China em 2018, um sólido crescimento de 18,1% em relação ao ano anterior, segundo a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (CNDR). A China está promovendo o uso eficiente e em grande escala do gás natural em setores que incluem combustível industrial, energia e transporte. Segundo um plano trienal de ação para o controle da contaminação do ar lançado em 2018, o país aumentará a proporção de gás natural em seu consumo total de energia primária em 10% já em 2020.

149,7 milhões

de viagens ao exterior foram realizadas pelos chineses em 2018, um aumento de 14,7% em relação ao ano anterior, indicou o Ministério da Cultura e do Turismo. Por sua vez, os turistas internacionais realizaram 141,2 milhões de visitas à China em 2018, um aumento de 1,2% em relação ao ano anterior. As viagens domésticas atingiram a casa dos 5,5 bilhões, um aumento de 10,8% em relação ao ano anterior.

150 milhões

de toneladas será a redução da capacidade de produção de carvão da China neste ano, segundo plano da Comissão Nacional para Desenvolvimento e Reforma.

3,9 bilhões

de yuans (US$ 585 bilhões) foram gastos pela China com educação em 2016, um aumento de 7,64% em relação a 2015, segundo relatório dos ministérios da Educação e da Fazenda, com apoio do Escritório Nacional de Estatística. De acordo com o documento, o valor superou pela primeira vez a marca dos 3 bilhões e equivale a 4,22% do PIB.

30%

foi a parcela de contribuição chinesa para o crescimento econômico mundial em 2017, informou o site chinanews.com a partir de informações oferecidas pelo Birô Nacional de Estatísticas da China. A economia do país cresceu 6,9% em 2017.

61

hospitais abriram clínicas de auxílio à superação do tabagismo. O número de de voluntários para o controle do fumo está perto de 15 mil no âmbito municipal. Os estabelecimentos médicos, escolas e hotéis têm um índice alto de cumprimento das normas, enquanto os restaurantes menores, os edifícios de escritórios e os lugares de lazer continuam sendo uma dificuldade para os reguladores.

802 milhões

de chineses navegaram pela internet em junho passado, um aumento de 3,8% comparado a seis meses atrás, de acordo com o 42° relatório estatístico divulgado pelo Centro de Informação da Rede de Internet da China. Destes, um total de 788 milhões de chineses navegaram utilizando telefones móveis, o que representa 98,3% da população usuária da rede.

400 milhões

de internautas chineses consomem literatura online. Este número, que representa quase metade dos chineses conectados na rede, fez surgir uma exuberante produção de literatura online. Cerca de 14 milhões de pessoas se tornaram escritores em sites de literatura ou em aplicativos para dispositivos móveis no ano passado, 51,2% dos quais auferiram uma renda mensal superior a 5 mil yuans.

50

naves espaciais serão lançadas pela China este ano, informou a Corporação de Ciência e Tecnologa Aeroespacial da China (CASC, em sua sigla em inglês). As principais missões incluem o lançamento em julho do terceiro foguete de transporte Grande Marcha-5, informou Yang Baohua, vice-presidente da CASC.

95,1%

dos jovens em áreas urbanas são internautas. Esta proporção cai para 89,7% entre os jovens moradores em áreas rurais.

77 anos

é a atual expectativa média de vida na China. Em 1949, está expectativa era de apenas 35 anos, o que representa um aumento de 42 anos desde a fundação da República Popular da China.

US$ 13 bilhões

O tamanho do mercado de computação na nuvem da China em 2018 alcançou a casa dos 93,3 bilhões de yuans (cerca de US$ 13 bilhões), o que representa um crescimento de 39,2% em comparação ao ano anterior, segundo relatório lançado pela Academia de Tecnologia da Informação e Comunicações da China. O setor público foi responsável por 43,7 bilhões de yuans, um aumento de 65,2% em relação a 2017. Já o mercado privado alcançou a cifra de 52,5 milhões de yuans, um crescimento de 23,1%. A previsão é que este mercado atinja a casa dos 290 milhões de yuans em 2022.

500 milhões

de chineses já leem notícias em dispositivos celulares, o que corresponde a mais de 70% dos internautas do país.

60 milhões

de pessoas saíram da miséria nos últimos cinco anos na China, o que reduziu o índice de pobreza do país de 10,2% para menos de 4%, assinalou o presidente Xi Jinping em seu relatório diante do 19º Congresso Nacional do PCCh. “Nosso partido prometeu solenemente conseguir que as pessoas e áreas pobres passem a fazer parte, com o resto do país, de uma sociedade moderadamente próspera”, disse Xi aos mais de 2.300 delegados presentes no Grande Salão do Povo, em Pequim.

4,43 bilhões

de consultas foram feitas nas clínicas comunitárias em 2017, um aumento de 60 milhões de atendimentos em relação ao ano anterior.

400

aeronaves da família A320 produzidas pela linha de montagem  da Airbus na China foram entregues até o final de dezembro de 2018, segundo anúncio da empresa. Localizada em Tianjin, importante cidade-município próxima a Pequim, a unidade da Airbus havia entregue 176 aeronaves para a China em 2017. A cooperação industrial entre a empresa e a China ultrapassou a cifra dos US$ 640 milhões.

14 mil

é a capacidade de viagens planejada para a rede de transporte ferroviária que liga a China à Europa, segundo os órgãos de planejamento econômico do país. Os trens de carga sino-europeus, um importante elemento da Iniciativa Cinturão e Rota, ligam a China a 50 cidades europeias, de acordo com fontes da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, em um fórum organizado em março último.

85 mil

estudantes estrangeiros cursaram programas de pós-graduação na China em 2018, um aumento de 12,8% em relação ao ano anterior, informou o Ministério da Educação. Do total de 492 mil alunos estrangeiros na China, 52,4% estão matriculados em cursos de licenciatura, um aumento de 6,86% em relação ao ano passado.

9,4 milhões

de alunos chineses participaram em 7 de junho do exame nacional para acesso à universidade (conhecido em chinês como Gaokao), e que terá grande impacto em seu futuro. Segundo o plano de matrículas de 2017 elaborado pelo Ministério da Educação, espera-se que 3,72 milhões desses estudantes se matriculem em cursos de graduação após o exame, um aumento de quase 10 mil em relação a 2016. A concorrência é feroz para entrar nas instituições mais prestigiosas do país.

68,1%

dos alunos do ensino fundamental chinês possuem smartphones, segundo pesquisa do jornal China Youth Daily. A Coreia do Sul lidera com 87,2% dos estudantes, seguida pela China, EUA (61,4%) e Japão (42,1%).