Novo explorador lunar da China é batizado como Yutu-2

No mês de agosto o país lançou uma pesquisa para batizar o veículo espacial e o nome, que tem significado folclórico, foi o vencedor

A Administração Nacional Aeroespacial da China (CNSA, na sigla em inglês) divulgou na última semana, após o pouso da sonda Chang’e-4 no lado oculto da Lua, o nome do seu novo explorador lunar, que foi batizado de “Yutu-2”, ou Coelho de Jade 2. No folclore chinês, Yutu é o coelho de estimação branco de Chang’e, deusa da lua.

A China lançou no mês de agosto uma pesquisa mundial para batizar o veículo espacial, e segundo a CNSA, dos 42.945 nomes propostos, Yutu-2 se destacou tanto na votação on-line quanto numa discussão do comitê espacial. Outros nomes que foram para a rodada final, foram “Tansuo” (Explorar); “Guangming” (Luz) e “Jintu” (Coelho Dourado).

Entre os motivos para o nome ter sido o escolhido, segundo a CNSA, estão o fato de que Yutu é um símbolo de bondade, pureza e agilidade, se assemelhando ao veículo espacial tanto em termos de aparência quanto de conotação, e de que Yutu ainda reflete o uso pacífico do espaço feito pela China.

Em um comunicado, a CNSA afirmou que O Yutu-2 enfrenta mais desafios do que o Yutu, uma vez que a Bacia de Aitken, sua área de pouso, é a maior, mais profunda e mais antiga cratera do sistema solar. “Esperamos que o Yutu-2 possa fazer a sua exploração sem medo e tenha uma jornada mais estável, ampla e longa.”

Assim como seu antecessor, o Yutu-2 é capaz de aguentar vácuo, radiação intensa e temperaturas extremas, além de ser equipado com quatro cargas científicas, incluindo uma câmera panorâmica, espectrômetro de imagens infravermelhas e dispositivos de medição de radar, para obter imagens da superfície e explorar o solo e a estrutura lunar.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.