Novas evidências sugerem que coronavírus saltou de animais para humanos várias vezes

Resultados são difíceis de conciliar com a teoria de um “vazamento de laboratório”

Um novo estudo de pré-impressão forneceu fortes evidências para apoiar a hipótese de “origem natural” da Covid-19. O SARS-CoV-2 pode ter se propagado de animais para pessoas várias vezes, de acordo com a análise preliminar de genomas virais de pessoas infectadas nos primeiros dias da pandemia.

A análise, publicada no fórum de discussão virological.org, baseia-se em um exame detalhado das sequências genéticas de duas linhagens nos primeiros dias, conhecidas como A e B, que têm diferenças genéticas fundamentais, e foram obtidas de pessoas infectadas no final de 2019 e início de 2020.

“É um estudo muito significativo. Se você puder mostrar que A e B são duas linhagens separadas e houve duas propagações, então tudo isso elimina a ideia de que veio de um laboratório”, apontou um artigo da revista Nature citando Robert Garry, virologista da Universidade Tulane, em Nova Orleans, Louisiana.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.