Nanchang: cidade heroica

Saiba mais sobre a história da cidade que é berço do Exército Popular da Libertação

Pavilhão Tengwang

Capital da província de Jiangxi, há mais de 1,3 mil anos, a cidade de Nanchang é famosa pelo poema Prefácio ao Pavilhão Tengwang, de Wang Bo, da dinastia Tang. Há noventa anos, o Levante de Nanchang, primeiro embate entre os comunistas e o Kuomintang, deu origem ao Exército Popular de Libertação (EPL).

Após a fundação da República Popular da China em 1949, Nanchang foi a primeira base da indústria de aviação. O primeiro avião feito na China, o primeiro lote de mísseis para defesa costeira, e as primeiras motocicletas foram construídos aqui. No novo século, o setor de fotoeletrônica em Nanchang continuou a se desenvolver rapidamente e se tornou uma base industrial de informação fotoeletrônica com importante influência em todo o país.

Cidade histórica e cultural, Nanchang possui um belo cenário natural e numerosos pontos culturais. Fica perto de vários locais famosos, como a Área Cênica Nacional de Lushan, patrimônio cultural mundial, a Área Cênica Nacional da Montanha Jinggang, destino turístico vermelho, e da mundialmente famosa cidade da porcelana de Jingdezhen, que é de visita obrigatória para quem vai a Jiangxi.

Prosperidade do taoísmo tradicional

A história de Nanchang remonta a 202 a.C. O imperador Liu Bang da dinastia Han (206 a.C.-220 d.C.) enviou soldados para construir uma cidade cerca de 4 km a sudeste da atual Estação Ferroviária de Nanchang Railway, batizada de Nanchang, que significa “Prosperidade Sulista”.

Com a disseminação da cultura das Planícies Centrais, por volta do século III, Nanchang teve grande desenvolvimento e aos poucos se tornou uma cidade importante no território chinês. À época, a China vivia o período de integração étnica, e a cultura era diversificada. Tanto a filosofia como a literatura e a arte tiveram inovações. O desenvolvimento do taoísmo a partir de ideias locais foi uma delas.

Torre Shengjin

Como escola de pensamento, o taoísmo defende o naturismo, tem fatores dialéticos, tendências ateístas, e pede uma harmonia com a natureza. Sendo amplo e inclusivo, o taoísmo advoga a inação e se opõe ao conflito. Os taoístas preferem estar nas montanhas para ficarem mais próximos da natureza. Há muitas montanhas e rios famosos em Jiangxi, que oferecem condições e ambientes propícios e para a existência e a difusão do taoísmo. A montanha Longhu, patrimônio natural mundial, fica 170 km a leste de Nanchang, e é o local de nascimento do taoísmo chinês.

Nascido em Nanchang, Xu Xun é um dos quatro mestres taoístas. Desde muito jovens, ele demonstrou forte talento, boa memória e uma erudição ampla. Ele esperava usar o taoísmo para evitar práticas nocivas na política. Quando foi magistrado do condado, mostrou-se incorruptível, e também ensinou a população local a plantar árvores, cuidar bem das fontes de água, e tomar medidas para resistir às inundações, o que lhe valeu o afeto do povo. Segundo a lenda, viveu até a provecta idade de 135 anos, e no final ascendeu aos céus, levando com ele suas aves domésticas e animais de criação, o que deu origem a um ditado chinês segundo o qual “quando um homem chega ao topo, todos os seus parentes e amigos vão junto com ele”.

Após sua morte, seus descendentes construíram um templo memorial na sua velha residência. Na dinastia Song (960-1279), o imperador Huizong valorizou muito o taoísmo e deu nome ao Palácio Yulong da Longevidade, que homenageia Xu Xun. O palácio fica na aldeia de Xishan, 30 km a sudoeste da cidade de Nanchang. Ainda é um local para retiro monástico e todo ano os fiéis vêm à aldeia para orar no aniversário de Xu Xun, no 27º dia do primeiro mês do calendário lunar, e no dia em que ele ascendeu aos céus no oitavo mês do calendário lunar. O palácio tem uma área de 31 mil m², esculturas refinadas e características das diversas épocas. Há aqui também um bom número de edifícios auxiliares junto ao palácio, formando um grupo de edifícios antigos em torno dele.

Resort Cênico da Montanha Jinggang

 

O palácio da longevidade é também a morada espiritual dos habitantes locais. Se um migrante de Jiangxi tem certo nível de recursos financeiros, pode construir um palácio da longevidade dentro do mesmo padrão. Ele homenageia Xu Xun, o ícone cultural dos antigos residentes de Jiangxi, e também provê um local de reunião para as pessoas de Jiangxi que estejam vivendo fora de lá. Eles também acabaram formando a “Associação dos Saguões Jiangxi”. Segundo uma estatística incompleta, existem mais de 1.400 palácios de longevidade no mundo, cobrindo mais de 20 regiões, como Hong Kong, Macau, Taiwan e alguns países do Sudeste Asiático, como Cingapura, Malásia e Tailândia.

Berço do EPL

O dia 1º de agosto é considerado a data de fundação do Exército Popular da Libertação (EPL). Em 1927, às 2 horas da manhã deste dia, teve início o primeiro combate entre os comunistas e as forças do Kuomintang, que ficaria conhecido como Levante de Nanchang. Embora o levante tenha sido sufocado e o exército sublevado de 22 mil homens tenha terminado com apenas 800, o episódio foi o prenúncio da liderança independente por parte do Partido Comunista da China (PCCh) da luta armada e da criação do exército revolucionário.

Memorial do Levante de Nanchang 

O grupo sobrevivente tornou-se a base do estabelecimento do EPL, sob liderança de Zhu De, um dos principais fundadores e líderes do EPL. Zhu foi o comandante-em-chefe do Exército Vermelho dos Operários e Camponeses Chineses, do Exército da Oitava Rota, e do EPL. Quando, em 1955, o EPL nomeou pela primeira vez 10 marechais, oito deles haviam estado direta ou indiretamente envolvidos no Levante de Nanchang.

Há muitos lugares em Nanchang cujos nomes relembram o “1º de agosto” (bayi, em chinês pin-yin) – Escola Bayi, Ponte Bayi, Avenida Bayi, Parque Bayi, Praça Bayi… A Torre Memorial de 1º de Agosto em Nanchang atrai todo dia turistas chineses e estrangeiros.

Na história moderna da China, Jiangxi tem um status especial como fortaleza revolucionária. É nessa terra que está o berço da revolução chinesa – a Montanha Jinggang, o berço da República Popular da China – Ruijin, lugar onde a bandeira do exército do povo foi erguida – Nanchang, a fonte do movimento dos trabalhadores chineses – Anyuan. Uma série de grandes eventos revolucionários teve lugar em Jiangxi, que é uma espécie de museu histórico revolucionário. Os locais ligados à revolução, antigas residências de revolucionários e edifícios memoriais são numerosos e bem disseminados.

Montanha Lushan

Em 2000, Jiangxi começou a construir uma área de turismo vermelho, que se tornou um recurso vantajoso para o turismo de Jiangxi. As famosas montanhas e rios dali testemunharam a história da revolução chinesa, como o antigo local da Academia Militar de Zhu De, o Campo de Concentração Shangrao, o Salão Memorial do Movimento dos Mineiros do Carvão de Anyuan, a Praça do Levante da Colheita de Outono, o local de partida da Longa Marcha do Exército Vermelho, o governo soviético do PCCh e outros departamentos funcionais do governo, a Base Revolucionária da Montanha Jinggang, e o antigo local da Conferência Lushan.

Base industrial de aviação

Em 3 de julho de 1954, o CJ-5, primeira aeronave construída na República Popular da China, voou pelos céus azuis sobre Nanchang. Em 5 de maio de 2017, o C919, primeiro grande jato de passageiros construído no país, aterrissou em segurança no Aeroporto Internacional Pudong de Xangai. Sua fuselagem dianteira e fuselagem de centro-retaguarda foram fabricadas em Nanchang.

Jiangxi é a principal base chinesa de pesquisa industrial e produção de aviões. Como berço da indústria de aviação da RPCh, a província é o núcleo para o desenvolvimento e produção de helicópteros chineses e aviões de treinamento. Sua escala de fabricação sempre esteve entre as quatro maiores da China. Em conhecidas exposições de aviação e grandes desfiles militares no país e fora dele, é comum encontrar aviões desenvolvidos e produzidos em Jiangxi, como o jato de treinamento L15 Falcon, o grande helicóptero civil AC313 e o helicóptero armado CAIC Z-10. Jiangx tem um portfólio de produtos relativamente completo, com aviões de treinamento, de combate, helicópteros, veículos aéreos não tripulados e componentes de grandes aeronaves, e desenvolveu uma grande capacidade de projetar produtos de aviação, testes, fabricação avançada e montagem.

Jingdezhen

Nanchang investe na aviação como um setor estratégico emergente que sustenta a transformação e evolução econômica da cidade, e tem alcançado um grande desenvolvimento. Em maio, o avião GA20, monomotor, quatro assentos, de asa fixa e uso geral, que foi desenvolvido de forma independente por uma empresa privada, foi lançado com sucesso na Zona de Desenvolvimento Industrial de Alta Tecnologia de Nanchang. Apenas dez dias depois foi inaugurado em Nanchang o quinto centro de certificação de aeronavegabilidade do país. Em junho, o Aeroporto Yaohu de Nanchang, com um investimento total de 1,65 bilhão de yuans, realizou seu primeiro teste de voo.

A cidade encarou a construção da zona abrangente de demonstração para a indústria geral de aviação do país como uma oportunidade de se tornar um grande núcleo industrial de aviação, integrando a fabricação e logística de aeronaves, a aviação geral e a economia de aeroportos. Ao mesmo tempo, empreendeu o projeto de grandes aeronaves para atrair mais empresas para a indústria de aviação. Até agora, Nanchang atraiu dezoito empresas do setor e formou bases industriais de aviação com pesquisa e desenvolvimento de fabricação de aeronaves e componentes essenciais, complementados por pesquisa de aviação e aeroespacial e serviços públicos.

O desenvolvimento do setor de aviação ajuda o turismo de Jiangxi. A partir do Aeroporto Internacional Nanchang Changbei, Jiangxi criou seis roteiros turísticos que cobrem a Montanha Jinggang, a Montanha Lushan e Jingdezhen, oferecendo com isso uma grande praticidade para turistas em termos de transporte.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

  • ARILCE GRILLO disse:

    PARABÉNS EM TRAZER UM CONHECIMENTO DE UMA ERA 200 AC BRILHANTE COM A LONGEVIDADE DO SER.
    MESMO A RELIGIOSIDADE CHINESA DANDO UM GRANDE SALTO NA HARMONIA DE SUAS VIVÊNCIAS AS CONQUISTAS MATERIAIS COMO A INDÚSTRIA DA AVIAÇÃO, TURISMO,A NATUREZA, NOSSO HABITAT,COM UMA GRANDE VIVÊNCIA JUNTO DAS MONTANHAS HARMONIZANDO OS HUMANOS,COM PROSPERIDADE.
    PARABÉNS AO POVO CHINÊS!!!