Mosteiro budista tibetano conclui primeira reforma em grande escala

Projeto para proteger relíquias culturais do local começou em 2012

Um proeminente monastério budista tibetano na Província de Gansu, no noroeste do país, concluiu sua primeira reforma de proteção e renovação em grande escala, anunciaram as autoridades locais na terça-feira.

Esse é o projeto de preservação mais amplo de 400 milhões de yuans (US$ 61,77 milhões) para renovar o Mosteiro de Labrang, um dos maiores templos da seita Gelug do budismo tibetano.

De acordo com Sonam Gya, encarregado de proteger os artefatos do mosteiro, o projeto começou em 2012 e foi a primeira reforma em grande escala do santuário em mais de 300 anos.

A reforma teve como foco a proteção de relíquias culturais, modernização da infraestrutura e construção de instalações de apoio ao turismo. A principal renovação de 14 salões budistas no mosteiro foi concluída, com trabalhos de reparo em pinturas e afrescos em andamento, disse Gya.

Localizado no distrito de Xiahe, na sub-região autônoma tibetana de Gannan, o mosteiro foi construído em 1709 e é um local de proteção cultural nacional desde 1982.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.