Monge chinês Dashan traz exposição de pintura e caligrafia para o Brasil

A mostra já passou por diversos países do mundo e ficará na cidade de São Paulo de 9 a 15 de janeiro

Obra do monge Dashan

São Paulo receberá entre os dias 9 e 15 de janeiro uma exposição itinerante internacional do monge chinês Dachan. Batizada de “A Arte de Dachan: A Arte de uma Era Espiritual Ilumina Todas as Coisas Vivas”, a mostra reúne 48 obras de pinturas e caligrafias produzidas nos últimos dez anos. Essa é a primeira vez que o artista expõe no Brasil e a mostra acontecerá no Centro Cultural de Artes Ofícios de São Paulo.

A curadoria foi feita por Astrid Narguet, que afirma que as pinturas exibidas são acessíveis até para quem não tem ligação com a arte chinesa: “É possível transitar dentro do seu universo e na sua ideia de humanidade”. Dachan apresenta as pinturas tradicionais, as caligrafias e aguadas com criatividade e de uma maneira contemporâneo, integrando organicamente o espírito interior da arte moderna chinesa com a sensibilidade zen.

A turnê mundial da exposição, que é descrita como uma “jornada global de cultura espiritual” já passou por diversos países ao redor do mundo, como a China, Japão, Tailândia, Arábia Saudita, Índia, Alemanha, Rússia, Itália e Inglaterra.  Após passar pelo Brasil, ela irá seguir para a África do Sul.

O monge Dachan, também conhecido como Zisong Xuanzhu (Mestre do Pavilhão dos Pinheiros Lilás) é um renomado artista contemporâneo chinês, atuando como pintor, poeta e calígrafo. Autodidata, a sua caligrafia e sua pintura têm bases sólidas, mas não se deixam restringir pelas formas clássicas, alcançando um estilo próprio.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.