Mercado de economia compartilhada da China ultrapassará os 9 trilhões de yuans

Segundo relatório, já haviam 760 milhões de pessoas fazendo parte do mercado de economia compartilhada no país no final de 2018

O mercado chinês de economia compartilhada deverá ultrapassar os 9 trilhões de yuans (US$ 1,28 trilhão) em 2020, de acordo com um relatório de pesquisa feito pela iiMedia. Atualmente, esse mercado é de 7,36 trilhões de yuans.

A China tem testemunhado a expansão da economia compartilhada (em que as pessoas usam a internet e tecnologias móveis para acessar bens e recursos fornecidos por seus pares em vez de um fornecedor corporativo tradicional) nos últimos anos, sendo que em 2018, 760 milhões de pessoas faziam parte dessa economia e 75 milhões delas eram fornecedores de serviços.

A economia compartilhada da China abrange uma vasta gama de domínios e serviços, que vai de turismo e acomodação até produção industrial e agricultura. Em 2019, os internautas do país tiveram, em geral, uma maior satisfação com os produtos econômicos compartilhados. A proporção dos usuários muito satisfeitos ou satisfeitos é superior a 50%, pelo que mostra o relatório.

No futuro, com a maturidade gradual do modelo de economia compartilhada, o serviço empresarial e a aplicação de tecnologia 5G se tornarão uma nova direção de desenvolvimento.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.