Mercado de caronas pagas online deve se recuperar na China

Estudo mostra que apesar de o crescimento desse mercado tenha caído em 2019, as novas medidas de segurança devem fazer com que a taxa de crescimento volte a subir em 2021

A Didi é um dos nomes mais fortes desse mercado na China

O Relatório de Mobilidade APAC 2019 prevê que o mercado de carona paga online da China deverá se recuperar nos próximos anos com um crescimento modesto, uma vez que os participantes do setor estão intensificando as medidas de segurança e melhorando os serviços.

Realizado pela consultoria global Bain & Company, o estudo estima que o mercado chinês de mobilidade sob demanda cresça menos de 5% este ano, desacelerando um crescimento de 25% em 2018. Apesar disso, o ritmo de crescimento deverá aumentar gradualmente para atingir 10% a 15% em 2021, com o mercado alcançando cerca de US$ 60 bilhões.

No ano passado, vários acidentes e incidentes aumentaram as preocupações públicas sobre a segurança dos serviços de carona paga, o que resultou num fortalecimento dos regulamentos na China. Raymond Tsang, sócio da Bain e co-autor do relatório, afirmou que está otimista com as perspectivas de crescimento e rentabilidade do mercado tanto na China e quanto em outros países asiáticos em desenvolvimento, uma vez que a confiança dos consumidores deve se recuperar gradualmente a medida em que a qualidade do serviço melhora.

Os veículos autônomos serão o maior modificador de jogo para a mobilidade nos países em desenvolvimento da Ásia. Companhias podem entrar no setor por meio de parcerias inteligentes, alianças e plataformas abertas, diz o estudo. O relatório ainda sugere que as empresas busquem oportunidades em cidades de menor nível. Assim elas podem economizar custos ao cortar incentivos para passageiros, investir em veículos elétricos e impulsionar as receitas ao entregar serviços mais caros e desenvolver uma plataforma completa de serviços.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.