Médicos fazem cirurgia remota em pacientes a 3.000 km de distância

Os procedimentos foram possíveis graças à rede 5G e à inteligência artificial médica

Uma equipe médica em Pequim fez cirurgias nos olhos de três pacientes em Xinjiang, a 3 mil km de distância, com a ajuda da tecnologia 5G.

Um hospital local de Xinjiang enviou fotos do fundo dos olhos para Chen Youxin, diretor do Departamento de Oftalmologia do Hospital da Faculdade de Medicina da União de Pequim (HCMUP), e o médico projetou programas de cirurgia para os pacientes. Dois deles eram uigures idosos.

Com a ajuda do software, uma máquina automatizada fez as cirurgias a laser com base nos programas projetados. “As cirurgias foram muito bem-sucedidas”, disse Chen.

Segundo o diretor, faltam oftalmologistas profissionais na China e, com a tecnologia 5G e a inteligência artificial, os médicos locais podem tratar os pacientes, desde que recebam tratamento básico e sejam guiados remotamente por especialistas.

Chen concluiu dizendo que o HCMUP criou um subcentro em um hospital em Urumqi, capital de Xinjiang, fornecendo mais serviços de diagnóstico por imagem para os pacientes da região e mais treinamento para médicos locais.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.