Médicos chineses realizam cirurgia a distância usando 5G

A cirurgia de remoção de vesícula biliar aconteceu na província de Hubei, com os médicos orientando os cirurgiões a 200 km de distância

Um grupo de médicos do Hospital Taihe, na cidade de Shiyan, província chinesa de Hubei, conseguiu orientar com sucesso cirurgiões a 200 km de distância para realizar uma cirurgia de vesícula biliar por meio de uma rede 5G, pelo que informou a sucursal de Hubei da China Mobile nessa semana. A colecistectomia laparoscópica aconteceu em uma filial do hospital no distrito florestal de Shennongjia, durou cerca de uma hora e foi acompanhada ao vivo pelos especialistas por vídeo.

Graças à tecnologia 5G, quase não houve atraso na rede, e os sinais vitais do paciente permaneceram estáveis após a cirurgia, pelo que informou a equipe cirúrgica. “A tecnologia 5G garante a clareza e a continuidade dos vídeos e das fotos transmitidas. Com a rede, mais médicos podem cooperar para realizar cirurgias, independentemente da distância”, disse Gui Kunpeng, um alto funcionário da filial da China Mobile.

A China está adotando a rede 5G para satisfazer a demanda pública em setores como o transporte, o entretenimento e a assistência médica. Até o momento, Hubei construiu mais de 300 estações-base 5G e alcançou uma cobertura total de sinal 5G em suas cidades no nível de sub-região.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.