Medicamento chinês contra Alzheimer obtém aprovação para testes clínicos globais

Empresa norte-americana planeja apresentar Solicitação de Novo Medicamento em 2025

Um novo medicamento para a doença de Alzheimer desenvolvido por pesquisadores chineses poderá iniciar a fase de testes clínicos após ter recebido nesta semana aprovação da Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA, em inglês) dos Estados Unidos da América.

Extraído de algas marrons, o medicamento funciona modificando bactérias intestinais para reduzir a inflamação cerebral. O estudo desenvolvido pela Academia Chinesa de Ciências, Universidade do Oceano da China e Green Valley durou 22 anos e foi considerado um êxito.

A droga será testada em 200 centros clínicos na América do Norte, União Europeia, Europa Oriental, Ásia-Pacífico e outros lugares, anunciou a Green Valley. A FDA disse que planeja concluir os testes clínicos globais em 2024 e apresentar a Solicitação de Novo Medicamento em 2025.

A doença de Alzheimer é uma desordem cerebral irreversível e progressiva que destrói lentamente a memória, as habilidades de pensamento e a capacidade de realizar tarefas simples.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.