Mais dois satélites chineses de observação da Terra entram em serviço

O Gaofen-5 e o Gaofen-6 completaram os testes em órbita, onde forneceram dados precisos sobre monitoramento ambiental e recursos naturais

Imagem de alta definição feita pela Gaofen-6 do Aeroporto Internacional de Pequim Daxing

Após completarem testes em órbita, dois satélites de observação da Terra, o Gaofen-5 e o Gaofen-6, entraram oficialmente em serviços no fim da última semana. Durante os testes, eles forneceram dados precisos sobre o monitoramento ambiental, recursos naturais, assim como alguns desastres naturais, de acordo com a Administração Nacional de Ciência, Tecnologia e Indústria para Defesa Nacional (ANCTIDN) e a Administração Nacional Aeroespacial da China (ANAC).

Zhang Kejian, vice-ministro da Indústria e Informatização e chefe da ANCTIDN e ANAC, afirmou em uma coletiva de imprensa que depois do lançamento do satélite Gaofen-7, que acontecerá ainda em 2019, a China completará a construção do seu sistema de observação da Terra baseado no espaço com sete satélites de alta definição.

O Gaofen-5 foi lançado no dia 9 de maio de 2018 e é o primeiro satélite desenvolvido pela China que pode monitorar a poluição do ar. Ele pode refletir dinamicamente o estado da poluição do ar na China por meio do monitoramento de poluentes, gases produtores do efeito estufa e aerossóis.

O Gaofen-6, por sua vez, foi lançado no doa 2 de junho de 2018, tem uma vida útil de oito anos e pode fornecer imagens de alta resolução cobrindo uma grande área da Terra. Seus dados podem ser aplicados no monitoramento natural e desastres agrícolas, estimativa de safras de cereais e pesquisas de florestas e recursos de pantanal.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.