Maior lago de água doce da China encolhe 75% por causa da seca

Lago entrou na estação seca em data mais cedo desde 1951

Gruas brancas sobrevoam uma área de conservação de guindastes brancos no Lago Poyang em Nanchang, Província de Jiangxi, leste da China, em 1º de janeiro de 2022. (Xinhua/Wan Xiang)

Créditos: Xinhua/Wan Xiang

As condições de seca provocadas pelo tempo quente contínuo e pela baixa precipitação na Província de Jiangxi, leste da China, reduziram o maior lago de água doce do país, Poyang, em 75%, segundo as autoridades locais. Até as 10h de quinta-feira, a área total do lago era de 737 quilômetros quadrados, 2.203 quilômetros quadrados a menos que no mesmo período do ano passado, informou o departamento provincial de recursos hídricos.

O nível da água na estação hidrológica de Xingzi, um marco do lago, havia recuado para 10,12 metros até as 10h da quinta-feira, menos da metade do recorde mais alto de 22,63 metros.

O lago entrou oficialmente na estação seca deste ano em 6 de agosto, o mais cedo desde que os registros começaram, em 1951, e 69 dias mais cedo que a data média de início entre 2003 e 2021.

Muitas partes de Jiangxi emitiram alertas vermelhos para calor excessivo, com 558 estações de monitoramento meteorológico em toda a província relatando temperaturas superiores a 40 graus Celsius no momento. De acordo com a previsão do tempo, as altas temperaturas e pouca chuva em Jiangxi devem continuar até setembro.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.