Laboratório chinês CanSino pede autorização para vacina contra Covid-19 no Brasil

Novo imunizante é aplicado em apenas uma dose

O laboratório chinês CanSino Biologics encaminhou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do Brasil um pedido de autorização para o uso emergencial no país de uma nova vacina contra a Covid-19, cuja aplicação requer apenas uma dose.

A informação foi divulgada na quarta-feira pelo embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, em sua conta no Twitter e confirmada pela Anvisa. Segundo Yang, o país asiático está “comprometido em continuar e ampliar a parceria em relação a vacinas no Brasil”.

O pedido para uso do imunizante, que já é aplicado na China, foi realizado pela empresa Belcher Pharmaceuticals, que representa a CanSino Biologics. A vacina foi produzida em colaboração com a Academia Chinesa de Ciências Médicas Militares e utiliza adenovírus humanos não replicantes.

Os testes clínicos foram realizados no Paquistão, Rússia, Chile, Argentina e México, e os dados desses estudos serão analisados pela Anvisa. A agência deve responder à solicitação em até sete dias úteis.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.