Jovens chineses se opõem ao casamento arranjado

Segundo uma pesquisa divulgada pelo China Youth Daily, a maioria dos jovens da China esperam que pais só deem suas sugestões após os jovens terem encontrado alguém

Mais de 61% dos jovens chineses dizem se opor ao casamento arranjado e esperam que os seus pais só deem sugestões depois de eles já terem encontrado alguém, pelo que mostrou uma pesquisa recente, feita com 1.953 jovens solteiros do país e divulgada no China Youth Daily.

Segundo a pesquisa, o comportamento mais inaceitável de interferência dos pais, reprovado por 45% dos jovens, é quando eles participam de um encontro às cegas no lugar dos filhos, seguido pela participação dos pais em um encontro, citado por 25,1% dos entrevistados. “Eu não gosto que os meus pais controlem todo o processo do meu casamento, nem os encontros”, afirmou Lin Peng, de Nanchang, província de Jiangxi. “Espero poder ter mais liberdade”.

Cerca de 57% dos jovens afirmaram esperar que, em vez de impor suas ideias aos filhos, os pais devem aprender mais sobre o que os filhos buscam. Segundo Ling Zi, um consultor de casamentos, o envolvimento excessivo dos pais no casamento dos filhos é mais prejudicial do que bom. “Isso mostra a desconfiança dos pais e passa ansiedade para os filhos”, disse Ling.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.