Investimento estrangeiro direto recebido pela China cresce 20% nos primeiros quatro meses

Indústria de alta tecnologia registrou um aumento de 45,6% em relação a 2021

Créditos: Xinhua/Ren Long

O investimento estrangeiro direto (IED) na parte continental chinesa, em uso real, expandiu-se 20,5% ano a ano, para 478,61 bilhões de yuans nos primeiros quatro meses do ano, informou o Ministério do Comércio, nesta quinta-feira.

Em termos do dólar americano, a entrada subiu 26,1% em relação a 2021, para US$ 74,47 bilhões, de acordo com a pasta. A entrada do IED registrou crescimento de dois dígitos no período de janeiro a abril, mesmo sobre a base alta de um crescimento de 38,6% no mesmo período do ano passado, disse a porta-voz Shu Jueting.

Shu destacou o importante papel da economia de alta qualidade da China na atração de investimento estrangeiro. O IED na indústria de alta tecnologia da China registrou um aumento acentuado de 45,6% durante o período, 25,1 pontos percentuais a mais em relação ao crescimento médio em todos os setores.

Grandes projetos financiados pelo exterior também registraram expansão constante nos primeiros quatro meses de 2022, à medida que as regiões se esforçam para superar o impacto da pandemia e atrair ativamente investimentos, acrescentou Shu.

No período de janeiro a abril, a China registrou 185 grandes projetos recém-adicionados, cada um com investimento estrangeiro superior a US$ 100 milhões, o que significa que 1,5 projeto de grande porte financiado por estrangeiros foi lançado em média todos os dias.

“As empresas multinacionais expandiram ativamente o investimento na China, o que mostra a confiança dos investidores estrangeiros nas perspectivas da economia chinesa e reflete a atração do enorme mercado chinês, do sistema industrial completo e da infraestrutura, bem como dos abundantes recursos humanos do país”, disse Shu.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.