Interferência em assuntos domésticos da China é contraproducente, diz ex-embaixador dos EUA

Stapleton Roy ajudou a criar a embaixada americana em Pequim

As intervenções de países estrangeiros nos assuntos internos da China serão contraproducentes, disse o ex-embaixador dos EUA na China, Stapleton Roy, criticando o abuso de poder dos EUA nas questões globais.

Em entrevista à revista norte-americana The Wire China, Roy disse que as chamadas sanções impostas por Washington sobre o uso do algodão originário da Região Autônoma Uigur de Xinjiang da China “não terão um impacto substancial, mas apenas prejudicarão seus próprios interesses”.

Roy, que ajudou a criar a embaixada dos EUA em Pequim e serviu como embaixador americano na China de 1991 a 1995, disse que os Estados Unidos, depois de se tornarem a única superpotência do mundo, estão se expandindo dia a dia e pagando o preço pelo abuso do poder tanto no país quanto no exterior.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.