Instituto Butantan produzirá CoronaVac para aplicar em crianças de 3 e 4 anos

Governo de São Paulo voltará a importar insumos da China para produzir 10 milhões de doses

Créditos: Chong Voon Chung/Xinhua

O Instituto Butantan do Brasil, centro de referência em pesquisa biológica, voltará a importar Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) da China para poder produzir 10 milhões de doses da vacina CoronaVac contra a COVID-19 destinadas a crianças de 3 e 4 anos.

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou nesta quarta-feira que o Butantan importará 8 mil litros de IFA da farmacêutica chinesa Sinovac para voltar a produzir o imunizante chinês em território brasileiro.

“Tomamos essa decisão hoje, antes mesmo da inclusão no PNI (Programa Nacional de Imunizações), para que a gente tenha vacina suficiente para vacinar as crianças de São Paulo e colocá-las à disposição do Ministério da Saúde para vacinar as crianças do Brasil. A importação deve levar algumas semanas para que, se possível, no mês de agosto, a gente tenha essas vacinas disponíveis e possamos começar a imunização dessas crianças”, disse Garcia.

A aplicação nessa faixa-etária foi aprovada na semana passada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A previsão do governo paulista é que as novas vacinas comecem a ficar prontas já no mês de agosto.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.