Instituto Butantan começa a produzir CoronaVac

Capacidade é de até 1 milhão de doses por dia

Foto: Governo do Estado de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou o início da produção da CoronaVac pelo Instituto Butantan na última semana. A vacina contra Covid-19 foi desenvolvida pela fabricante chinesa Sinovac.

Na entrevista coletiva, o diretor do instituto, Dimas Covas, disse que o Butantan tem capacidade para produzir até um milhão de doses por dia. O acordo com a Sinovac prevê transferência de tecnologia para que o imunizante seja fabricado no Brasil, mas, em um primeiro momento, o produto só é envasado e rotulado pelo instituto. 

Atualmente, a CoronaVac está na terceira e última fase dos testes clínicos. O Butantan deve apresentar os dados sobre este ensaio à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nos próximos dez dias para aprovação e registro.

O governo paulista espera iniciar a vacinação em janeiro. No entanto, o imunizante deve ser disponibilizado para a população após o aval da Anvisa.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.