Iniciativa Cinturão e Rota ganha popularidade no exterior

Pesquisa mostra que cerca de 20% dos entrevistados de 22 países já ouviram falar na iniciativa, com percentagem chegando a 40% ou mais na Itália, Japão e Índia

A Iniciativa Cinturão e Rota (BRI, na sigla em inglês) vem ganhando popularidade no exterior, segundo a Pesquisa Global da Imagem Nacional de 2018. Pelo que ela mostra, cerca de 20% dos entrevistados no exterior já ouviram falar na iniciativa, sendo que a percentagem chegou a atingir 40% ou mais em países como a Índia, o Japão e Itália.

Os cinco países que mais ouviram falar na BRI foram a Índia (50% dos entrevistados), o Japão (43%), Itália (40%), República da Coréia (30%) e Rússia (30%). A iniciativa, que foi proposta pela China em 2013, se refere à Faixa Econômica da Rota da Seda e à Rota da Seda Marítima do século XXI, e o seu objetivo é construir uma rede de comércio e infraestrutura que conecta a Ásia com a Europa, a África e outros lugares.

O relatório mostra que os impactos positivos da BRI foram amplamente confirmados, notando que os entrevistados dos países em desenvolvimento tiveram uma boa impressão sobre os impactos em si mesmos como indivíduos, em seus países e nas economias regionais e global como um todo.

A pesquisa foi conduzida em conjunto pela Academia de Estudos sobre a China Contemporânea e Mundo e o grupo Kantar entre os meses de maio e julho de 2018, tendo entrevistado 11 mil pessoas entre 18 e 65 anos em 22 países.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.