Huawei remete mais de 150 mil estações de base 5G para todo o mundo

Segundo um anúncio da gigante chinesa, ela recebeu contratos relativos a serviços comerciais 5G vindos de 30 países e regiões

A gigante chinesa Huawei anunciou ter recebido 50 contratos relativos a serviços comerciais 5G provenientes de 30 países e regiões, remetendo a mais de 150 mil estações de base 5G em todo o mundo.

Até o dia 25 de junho, a empresa recebeu 28 contratos da Europa, 11 do Oriente Médio, 6 da região Ásia-Pacífico, 4 das Américas e um da África, pelo que afirmou Hu Houkun, vice-presidente do conselho de administração da companhia durante uma coletiva de imprensa na última semana. Hu disse que a previsão é de que, até o fim deste ano, a remessa de estações de base 5G da empresa deve aumentar para cerca de 500 mil.

Ele também respondeu a perguntas sobre se os produtos 5G seriam afetados pelas sanções externas dizendo que a empresa está buscando soluções alternativas para substituir todos os componentes afetados e que esses novos componentes terão desempenho igual ou melhor que os originais.

“Até o momento, as soluções tecnológicas 5G da Huawei não estão sendo em nada afetadas por essas sanções”, disse Hu. “Tanto em relação aos contratos já assinados como aos que serão assinados no futuro, a corporação tem a capacidade de garantir plenamente um fornecimento estável aos seus clientes”.

No início de junho, a China autorizou licenças 5G para uso comercial, o que marcou o início de uma nova era no setor de telecomunicações do país. Atualmente, a Huawei já concluiu testes 5G em mais de 40 cidades em cooperação com as maiores operadoras chinesas. O mercado 5G da China deve entrar em operação ainda este ano para uso comercial em pequena escala, e em 2020, em larga escala.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.