Grupo de adolescentes chineses cria projeto para ajudar comunidades pobres do Rio de Janeiro

Estudantes já conseguiram arrecadar R$25 mil em doações para moradores que sofrem com falta de recursos e fome durante epidemia de coronavírus

Quatro estudantes chineses criaram uma organização sem fins lucrativos para reunir doações aos moradores de comunidades do Rio de Janeiro que sofrem com falta de recursos e fome durante a epidemia da COVID-19.

Xi Chuheng, que vive na capital carioca há cerca de nove anos, quer ajudar a terra onde vive. Junto aos amigos Zhao Qichen, Wang Jianqiao e Wu Zhanpeng, eles lançaram o projeto BeOne em sites e redes sociais e convocaram as pessoas a colaborarem com doações.

A iniciativa logo repercutiu entre amigos e familiares, que repostaram as mensagens em suas contas na internet. Para receber donativos de pessoas que vivem na China, os estudantes abriram canais de pagamento por meio dos aplicativos WeChat Pay e AliPay, fazendo a conversão para o Real na taxa de câmbio do dia da doação.

Em uma semana, o grupo conseguiu arrecadar R$25 mil. Os primeiros R$8.906 foram utilizados para comprar as 200 cestas básicas entregues recentemente na Maré.

“Nossas doações continuarão até que a situação em relação à pandemia melhore no Rio de Janeiro. Espero a chegada do dia em que poderemos voltar a cantar e dançar juntos nas praias cariocas”, disse Zhao.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.